Blog da Corvus

20
Jul

Mitos sobre a recuperação de dados

Recuperação de Dados

Há dois tipos de pessoas no mundo: aquelas que já tiveram problemas com seu HD, e aquelas que ainda terão. “Brincadeiras” a parte, o intuito aqui não é assustar nossos leitores, mas sim, dar sequência às orientações que damos em nosso blog quanto à importância da prevenção dos dados corporativo. Afinal, é como sempre dizemos:

É melhor prevenir do que remediar. Mas e se o seu método de prevenção falhar, você já pensou no que fazer?

A boa notícia é que existem grandes chances de recuperação de dados caso o seu HD esteja com problemas físicos ou lógicos. A recuperação de dados não é um processo simples e pode ocorrer por inúmeras razões, da mesma forma como existem várias concepções erradas sobre os processos de recuperação de dados. Para acabar com esses mitos que ouvimos por aí, selecionamos os principais deles:

Os pratos de um HD podem ser lidos em outro dispositivo autônomo

Engana-se quem pensa que a retirada dos pratos de um HD é algo simples. É um processo bastante arriscado e delicado, principalmente em HDs com muitos pratos que usam métodos perpendiculares de gravação. Como já dissemos em um artigo anterior, os pratos são um recurso muito importante e sensível do HD, por isso, jamais deve-se tentar transferí-los ou realinhar as cabeças recuperar dados por conta própria.

Problemas mecânicos podem ser reparados por software

Quando o problema do HD é físico, não será possível acessar a área de dados do disco para consertá-lo. Neste caso, não ligue-o. Caso o computador não reconheça mais os discos rígidos no BIOS, não faça outras tentativas, entre em contato com uma empresa de recuperação de dados.

Os dados de um disco rígido reformatados são perdidos pra sempre
O processo de reformatação irá deixar os dados gravados na superfície do disco, mas removerá as entradas do “índice”, portanto a recuperação de dados nesse caso é possível. Porém, HDs com problemas físicos ou lógicos, podem possuir áreas que não permitem mais a leitura – em muitos casos, setores do HD com danos físicos não podem ser recuperados.

Embora tentar consertar um HD por conta própria possa parecer tentador, por ser mais barato, é aconselhável procurar pela ajuda de um especialista, principalmente quando se trata de dados com alto valor, seja sentimental – como recordações de família – ou intelectual – como informações da empresa ou materiais de estudo. Caso o seu HD apresente algum tipo de problema, Entre em contato conosco sem compromisso, para que te ajudemos a encontrar o problema e você possa decidir o que fazer!

Comente aqui

  • (will not be published)